“Desde sempre sentia um desencaixe”

Por Larissa Carvalho Ser negra, para a cantora paulistana Anna Tréa, “foi um reconhecimento que veio aos poucos”. Pele clara, cabelos crespos. Esses traços causavam conflitos em Anna, ora chamada de branca ora reconhecida como preta pelas pessoas ao seu redor. “Eu me sentia meio alheia em todos os ambientes em que frequentava, eram ou … Continue lendo “Desde sempre sentia um desencaixe”

Nina Simone, a voz singular e negra do jazz e blues

Por Raquel Martins Nina Simone (1933-2003) tornou-se símbolo da voz feminina negra ao entoar canções, como “Feeling Good”, “I Loves You Porgy”, da ópera Porgy and Bess, executada pela primeira vez em 1935, ”My Baby Just Cares for Me” e ”I Put a Spell on You”. Suas interpretações, louváveis, são até os dias de hoje, … Continue lendo Nina Simone, a voz singular e negra do jazz e blues