Radar Negro

2ª Edição da Bienal Black abre inscrições para edital Arte Sem Fronteiras

O edital Arte Sem Fronteiras seleciona trabalhos artísticos e teóricos de todo o Brasil, preferencialmente de mulheres negras, indígenas e de pessoas com deficiência, para a 2ª edição da Bienal Black Brazil Art. Neste ano, a bienal será um encontro virtual e internacional, que terá como tema a Cartografia e Hibridismo do Corpo Feminino. As inscrições foram prorrogadas até o dia 15 de outubro.

Detalhe da obra de Mariana Souza, Racismo (Re)Velado, exposta na 1ª Bienal Black Brazil Art. Foto: Isidoro B. Guggiana.

“Será uma programação totalmente online voltada para o público das artes e da educação, na busca pelo pensamento crítico sobre o corpo como território e identidade”, adianta a curadora Patrícia Brito. O edital se propõe a enfrentar este momento desafiador para a comunidade artística, pois a produção cultural de mulheres e homens da diáspora precisam existir. 

Para submeter os trabalhos à chamada pública, é preciso pagar uma taxa de inscrição, variável de acordo com a modalidade. Na categoria de expositor, o investimento é de R$ 65,00. A participação na mesa redonda e comunicação oral custa R$ 45,00. Para as apresentações de live e performance, o valor é R$35,00. Aos ouvintes que desejam receber certificado do evento, o ingresso é R$10,00. Mais detalhes no edital

A programação virtual tem início em novembro de 2020 e segue até março de 2021. Já foram confirmadas mostras de arte e lives com palestrantes de seis países: Uruguai, Canadá, EUA, Itália, Portugal, Argentina e Brasil. Além disso, os trabalhos escolhidos pelo edital serão expostos na galeria alemã, Matigan Art and Cultural Center. O evento será transmitido pelas plataformas StreamYard, YouTube e Zoom.

Para mais informações, o e-mail da organização é: [email protected].

Foto de capa: Christian Fregnan/Unsplash.

Compartilhe: