Sobre o Negrê

O Site Negrê é um projeto idealizado como Trabalho de Conclusão do Curso Abdias Nascimento – Comunicação e Igualdade Racial, promovido pelo Sindicato dos Jornalistas do Ceará (Sindjorce), cujo encerramento ocorreu no dia 23 de outubro de 2018. O projeto nasceu nessa data e tem como fundadoras as jornalistas negras e cearenses Larissa Carvalho e Sara Sousa.

Já o lançamento do portal aconteceu no dia 18 de julho de 2020, mesma data em que se comemora o aniversário do ativista e ex-presidente sul-africano Nelson Mandela (1918-2013). O portal entrou no ar no momento em que a onda de debate racial foi intensificada ao redor do mundo em meio aos protestos nas ruas devido aos acontecimentos relacionados à população negra no contexto da pandemia do Covid-19.

Além disso, movimentos nas redes sociais, como o Black Twitter Nordestino no Twitter, hashtag idealizada pela socióloga Stephany Sousa, proporcionou que pessoas negras da região Nordeste do Brasil se encontrassem na rede e compartilhassem ideias semelhantes. Desse quilombo digital, o Site Negrê, então, se consolida da necessidade de termos uma mídia negra nordestina, construída com união e potência de profissionais da Comunicação e de outras áreas, oriundos dos nove estados da região Nordeste brasileira.

Como primeiro portal de notícias e mídia negra nordestina no Brasil, o Negrê tem como lema unir modos de ver, ser, sentir e escrever sobre questões raciais. Nosso portal de notícias e mídia preta nordestina amplifica vozes negras e seus múltiplos olhares, pois somos pretos nordestinos e bem diversos. O Negrê tem como princípio um jornalismo ancestral, antirracista e descolonizador. Nosso compromisso é de contribuir na luta contra a colonização, o racismo, a xenofobia e as demais opressões marcadas na sociedade brasileira, na imprensa e no mundo, enquanto agente catalisador de debates essenciais.

Conheça nossa equipe e entre em contato com a gente!

Financiamento coletivo

Participe do financiamento coletivo do Site Negrê e apoie a mídia negra nordestina no Brasil!

Reconhecimento

2020 – 1º Prêmio Neusa Maria de Jornalismo