Notícias

Griot – Festival de Cinema Negro Contemporâneo começa nesta sexta-feira

A 3ª edição do festival curitibano Griot tem início nesta sexta-feira, 11, e segue até o próximo dia 20. O evento será transmitido gratuitamente online pela plataforma de streaming da Associação dos Profissionais do Audiovisual Negro (APAN). Nas cinco mostras do festival serão exibidos aproximadamente 50 filmes. Durante o evento, as obras ficam disponíveis na plataforma por até 48h, podendo ser assistidas a qualquer momento.

O festival estreia com o longa-metragem Um Dia com Jerusa (2014), dirigido e roteirizado por Viviane Ferreira, 35. Jerusa Anunciação é a personagem principal que simboliza a própria figura do Griot, indivíduo que, na África Ocidental, tem a vocação de transmitir e preservar as histórias, conhecimentos, mitos e canções do seu povo. A protagonista é interpretada por Léa Garcia, 87. O ator Antônio Pitanga, 81, e a cantora Tássia Reis, 31, também estão no elenco. O filme mostra a vivência de duas gerações de mulheres através do tempo, afeto, cor e espaço.

Confira o teaser:

Depois vem a Mostra Competitiva Nacional, com obras realizadas por cineastas brasileiros; a Mostra África do Sul, a cada ano com um repertório de filmes de um dos países africanos; a Entre-Mares, trazendo filmes de pessoas negras da diáspora; a Mostrinha Griot, com filmes para a criançada; e a mostra Panorama: Aline Motta, com um conjunto de obras dessa cineasta. Além disso, tem a Sessão de Encerramento, onde também será exibido um longa-metragem.

Um dos destaques da Mostra Competitiva é o documentário Fartura (2019), da cineasta Yasmin Thayná, 27, roteirista e diretora do curta-metragem, Kbela (2015) premiado pela Academia Africana de Cinema em 2017. O documentário é montado a partir do acervo pessoal fotográfico de famílias negras cariocas, sob o contexto de festividades domésticas no momento afetivo da refeição, o que para essas famílias simboliza a fartura. 

A programação promete uma série de atividades formativas e eventos paralelos, como: lives, masterclass, Laboratório Griot e três oficinas (de crítica, de som e de produção para mídias digitais), todas ministradas por profissionais pretos. Além disso, haverá debates com realizadores da Mostra Competitiva e Panorama: Aline Motta

O diretor executivo do Festival, Andrei Bueno Carvalho, comemora a trajetória do evento. “Após dois anos realizando uma mostra de caráter independente, lotando as salas de cinema em Curitiba e demonstrando de forma visível o potencial cultural, que se estabelece a partir da abertura de novas janelas de difusão ao audiovisual negro, cativando público através de narrativas que transitam pelos mais variados gêneros e perspectivas, conquistamos um espaço singular no cenário cultural e a confiança junto a grandes empresas e instituições que possibilitaram a transmutação de nosso evento numa edição totalmente online e para todo o Brasil, se tornando agora um festival de cinema”.

Sobre o Festival Griot

O Griot – Festival de Cinema Negro Contemporâneo é uma realização da produtora de audiovisual negro paranaense, Cartografia Filmes. O evento começou em 2018, como Mostra de Cinema Negro Brasileiro, com o objetivo de criar um espaço onde pudessem exibir filmes pensados, realizados e protagonizados por pessoas pretas em território nacional. Nas edições anteriores, foram exibidos 61 curtas, dois longas e um média com lotação máxima de público.

Saiba mais detalhes

Griot – III Festival de Cinema Negro Contemporâneo
Data: 11 a 20 de dezembro
Local de realização: plataforma da TODESPLAY
Evento Gratuito

Para ver a programação completa, acesse o site do festival.

Foto de capa: Divulgação.

LEIA TAMBÉM: Jovens ativistas nordestinos são selecionados para estudar na LALA

Compartilhe: