Atlântico Notícias

Projeto He Inspire I Dance lança revista para ajudar orfanato sul-africano

Atualizado às 8h45 do dia 14/11/20

O projeto sul-africano He Inspire I Dance lança sua primeira revista eletrônica neste domingo, 15. pesar de ter origem na África do Sul, a publicação é voltada para o público brasileiro. O intuito é homenagear figuras masculinas do ballet, inspirando jovens meninos a fazer parte do mundo da dança e, principalmente, do balé clássico. Já a revista, de mesmo nome, busca arrecadar fundos para ajudar a fundação Give Them Hope, um orfanato sul-africano.

Armando Barros, 23, fundador do projeto He Inspire I Dance, decidiu desenvolver uma ação diferente para encerrar o ano. “Depois que fiz o workshop de dança, voltado para os bailarinos da África, eu fiquei com uma vontade enorme de poder entregar algum material ou produto produzido pelo He Inspire I Dance para os amigos da dança no Brasil. Eu quero poder sempre envolver o projeto com os dois países que tanto amo, África do Sul e Brasil”, relata Armando.

Armando Barros, fundador do projeto He Inspire I Dance. Foto: Ahmed Moudafi.

O que você precisa saber

Todo conteúdo da primeira edição da revista ficou a cargo de quatro blogs de dança brasileiros. Da Dança Para a Vida – Labè, da estilista e bailarina Bella Vasconcelos; Mais Plié, do bailarino Samuel Nogueira; meia ponta da bailarina adulta Carol Lancelloti; e do Mundo Bailarinístico, da bailarina e produtora de conteúdos Dryelle Almeida. Além da participação da jornalista e pesquisadora em dança, Marcela Benvegnu.

Nesta edição, também rolaram algumas participações de bailarinos de grande importância no universo da dança. Como a do bailarino goiano, principal no Stuttgart Ballet da Alemanha, Adhonay Soares. E, ainda, o primeiro bailarino do Teatro Municipal do Rio de Janeiro (RJ) Cícero Gomes, e Thiago Soares, que foi primeiro bailarino do Royal Ballet de Londres (Reino Unido). e reside atualmente no Rio de Janeiro. Além deles, o pesquisador Paulo Melgaço, o coreógrafo e professor Tíndaro Silvano e do diretor artístico do Queensland Ballet da Austrália e autor do livro Adeus China – O Último Bailarino de Mao, Li Cunxin. 

O intuito do projeto é de reunir a comunidade da dança em torno da arrecadação de fundos para ajudar a fundação Give Them Hope, um orfanato na África do Sul. Todo o dinheiro arrecadado com a venda da revista eletrônica será revertido para a instituição. Saiba como adquirir a revista através do site oficial.

Foto de capa: Sâmia Martins.

LEIA TAMBÉM: Conheça a universidade em África tida como a mais antiga do mundo

Compartilhe: