Bem-estar Radar Negro

ConecteSe Club Fit, a primeira plataforma de exercícios feita por profissionais negres

Com o objetivo de levar representatividade ao mercado fitness, a plataforma de exercícios ConecteSe Club Fit conecta pessoas a profissionais negres* de saúde, fisioterapeutas, psicólogos, nutricionistas e educadores físicos. Além de elevar também a autoestima de alunes e resgatar suas ancestralidades, por meio de aulas de dança afro e capoeira. Todas as aulas e exercícios são realizados virtualmente.

Idealizada há cerca de quatro anos pela baiana, coach de esporte e personal trainer Tati Sacramento, a plataforma foi ao ar em maio deste ano com o programa de Pilates. Ao todo, a iniciativa possui 10 programas que trazem saúde, bem-estar e identidade.

Foto: Andrea Piacquadio/Pexels.

Segundo Sacramento, a motivação para criar a ConecteSe Club Fit veio ao perceber a falta de representatividade negra e as dificuldades de ocupar o mercado fitness, dominado por pessoas brancas. “Cansei de mendigar espaços naqueles que já existem. Cansei literalmente, pois fiz muito isso e fui ignorada, invisibilizada. Então, resolvemos criar o nosso próprio espaço”, explica.

A professora de dança e Educação Física Jedjane Mirtes destaca a importância da dança africana no país. “A partir do momento que esse corpo é educado a entender que faz parte de uma história que foi baseada em três culturas, mas tem contribuição da sua cor, da sua pele, na sua estrutura social, isso vai começando a representar muito mais. Então, o que deveria ser só um exercício, se torna um encontro de identidade”.

Além disso, profissionais negres de todo país, que desejem fazer parte da plataforma, podem se cadastrar pelo email: [email protected]

Acompanhe a ConecteSe Club Fit:

Facebook: Conectese Club Fit
Instagram: @conecteseclubfit
Clique aqui e conheça a ConecteSe Club Fit.

*Linguagem inclusiva. O site Negrê opta por utilizar o “e” para neutralizar o gênero da palavra e incluir àqueles que não se identificam com feminino ou masculino.

Foto de capa: Andrea Piacquadio/Pexels.

LEIA TAMBÉM: Plataforma AfroSaúde lança app para reunir profissionais negres

Compartilhe: